Gestão de estratégias e serviços públicos digitais: estudo comparativo entre Teresópolis (BR) e Fort Lauderdale (EUA)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.54372/pc.2022.v17.3450

Palavras-chave:

Estratégias Municipais, Serviços Públicos Digitais, Cidade Digital Estratégica

Resumo

Estratégias e serviços públicos ofertados em meio digital são atributos associados a uma gestão que procura ser próxima dos cidadãos e efetiva em atender às suas necessidades. A associação entre estratégias e serviços, representada por elementos reguladores e operacionais, configura-se numa gestão integradora que vislumbra o êxito das ações do governo local num contexto socioeconômico que impacta e é impactado por decisões e direcionamentos dados para estratégias e serviços. O objetivo deste estudo é verificar se há semelhança na gestão de estratégias e serviços em cidades que apresentam aspectos socioeconômicos análogos, mas localizadas em territórios distintos, utilizando como base teórico-conceitual o modelo cidade digital estratégica.  A metodologia da pesquisa se configurou em um estudo de casos múltiplos envolvendo uma cidade da América do Sul (Teresópolis, Brasil) e outra da América do Norte (Fort Lauderdale, EUA), para as quais foi empreendida uma análise comparativa por meio de um protocolo de pesquisa com seis variáveis. Os resultados apontam para o uso diversificado e desassociado de temáticas municipais tanto na disposição das estratégias quanto na oferta dos serviços públicos inviabilizando análises do tipo “se (...), então (...)|”. A conclusão destaca a existência de articulações entre estratégias e serviços públicos entre as cidades indicando certa conformidade com o modelo cidade digital estratégica.

Biografia do Autor

Daniele Bau, Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR

Doutoranda do Programa de Gestão Urbana da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Mestre em Administração de Empresas pela Universidade de Fortaleza, UNIFOR. Especialista em Gestão Pública pela Fundação Getúlio Vargas. Graduada em Administração pela FAE Centro Universitário. Servidora do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. E-mail: da.nib@hotmail.com

Denis Alcides Rezende, Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR

Pós-Doutor em Cidade Digital Estratégica (Strategic Digital City) - DePaul University - School of Public Service - Chicago - USA (2014). Pós-doutor em Administração (FEA/USP), doutor em Alinhamento do Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação ao Planejamento Empresarial (EPS/UFSC), mestre em Informática (UFPR), com especialização em Magistério Superior (UTP/PR), graduado em Administração de Empresas (FADEPS/PR) e em Processamento de Dados (FACET-UTT/PR). Bolsista CNPq. Professor e Pesquisador na PUCPR - Pontifícia Universidade Católica do Paraná Programa de Doutorado e Mestrado em Gestão Urbana. E-mail: denis.rezende@pucpr.br

 

 

Giovana Goretti Feijó de Almeida, Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR

Doutora em Desenvolvimento Regional. Pós-Doutorado em Gestão Urbana/Cidade Digital Estratégica (PUCPR, Brasil) e Pós-Doutorado em Turismo (Instituto Politécnico de Leiria (Portugal), CiTUR Leiria. Professora visitante no Programa de Pós Graduação em Gestão Urbana da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, Paraná, Brasil). Pesquisadora internacional no CiTUR, Polytechnic of Leiria, Portugal. E-mail: goretti.giovana@gmail.com

 

 

Roosevelt Leão Junior, Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR

Doutorando do Programa de Gestão Urbana da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Mestre em Gerontologia pela Universidade de Campinas, graduado em Educação Física pela Universidade Federal de Uberlândia, professor do curso de Educação Física da UNICERRADO. E-mail: rooseveltleao1973@gmail.com

 

Downloads

Publicado

2022-11-11

Como Citar

Bau, D., Rezende, D. A. ., Feijó de Almeida, G. G., & Leão Junior, R. (2022). Gestão de estratégias e serviços públicos digitais: estudo comparativo entre Teresópolis (BR) e Fort Lauderdale (EUA). Perspectivas Contemporâneas, 17(1), 1–16. https://doi.org/10.54372/pc.2022.v17.3450

Edição

Seção

Artigos Completos