AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DE GOVERNOS MUNICIPAIS BRASILEIROS NA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DA DESPESA POR FUNÇÕES DE GOVERNO

Autores

Palavras-chave:

execução orçamentária da despesa, funções de governo, avaliação de desempenho, municípios, métrica quantitativa.

Resumo

O objetivo desta pesquisa é avaliar o desempenho dos gestores públicos municipais na alocação dos recursos financeiros por meio da execução orçamentária da despesa em funções de governo, segundo a classificação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), com métrica de gestão por índice. O método utilizado foi o empírico-analítico. O aspecto temporal para a análise de dados abrangeu o período de treze exercícios financeiros (2002 a 2014) com o critério de avaliação da eficiência alocativa. Os resultados revelaram, com base no desempenho apurado pelo Índice de Desempenho de Funções de Governo (IDFG), que os municípios de São Bernardo do Campo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Santos (SP) se destacaram com os melhores desempenhos (mais eficientes) dos municípios avaliados (avaliação comparativa das preferências alocativas dos recursos financeiros nas 19 funções de governo de competência dos gestores públicos municipais para atender as necessidades da população) e nas últimas posições (menos eficientes), ficaram os municípios de São Gonçalo (RJ), Aparecida de Goiânia (GO), Montes Claros (MG) e Feira de Santana (BA). Pode-se afirmar que, do ponto de vista social, os resultados podem ser utilizados como forma de reduzir as assimetrias de informação para ampliar as possibilidades do conhecimento dos cidadãos para poderem exercer um dos seus direitos: o controle social. Como principal contribuição, tem-se a elaboração de instrumento de avaliação de desempenho de gestores públicos por índices para medir inputs, operacionalizada por funções de governo nas diversas áreas de intervenção, que pode ser adaptada para medir outputs e outcomes em políticas públicas.

ASSESSMENT OF THE PERFORMANCE OF BRAZILIAN MUNICIPAL GOVERNMENTS IN THE BUDGET EXECUTION OF THE EXPENDITURE PER GOVERNMENT FUNCTION

ABSTRACT

The aim of this research is to assess the performance of municipal public managers in the allocation of financial resources through the budget execution of the expenditure in government functions, according to the classification of the Ministry of Planning, Budget and Management (MPOG), with index-based management metric. The method used is the empirical-analytical one. The time aspect for the analysis of the data encompassed the period of thirteen financial exercises (2002 to 2014) with the criterion of assessment of the allocative efficiency. The results revealed, based on the performance measured by the Government Function Performance Index (IDFG), that the municipalities of São Bernardo do Campo (SP), Rio de Janeiro (RJ) and Santos (SP) stood out with the best performances (more efficient) of the assessed municipalities assessed (comparative assessment of the allocative preferences of the financial resources in the 19 government functions under the responsibility of the municipal public managers aimed at fulfilling the needs of the population) and in the last positions (less efficient) were the municipalities of São Gonçalo (RJ), Aparecida de Goiânia (GO), Montes Claros (MG) and Feira de Santana (BA). One may state that, from the social point-of-view, the results may be used as a means of reducing the information asymmetries in order to expand the possibilities of awareness of the citizens so that they can exercise one of their rights: the social control. As the main contribution is the development of a tool for assessing the performance of public managers per indexes in order to measure inputs, operationalized per government functions in the different areas of intervention, which may be adapted to measure outputs and outcomes in public policies.

Biografia do Autor

Maurí­cio Corrêa da Silva, UFRN

Doutor em Ciências Contábeis (Multi-institucional das UnB/UFPB/UFRN - 2014/2016). Mestrado em Ciências Contábeis pelo programa Multi-institucional e Inter-regional das UnB/UFPB/UFPE/UFRN (2004/2005). Especialização em Contabilidade e Controladoria Governamental (2001/2002) pela UFPE. Graduado em Ciências Contábeis pela Sociedade Civil Colégio Moderno - Faculdades Integradas - Belém - PA (1985). Lecionou na Faculdade Santa Catarina (FASC), Faculdade Boa Viagem (FBV) e na Faculdade de Ciências Humanas ESUDA (FCHE), no período de agosto de 2002 a julho de 2009. Tem experiência na área contábil do setor público. Exerceu a função de contador do setor público por mais de 15 anos. Linha de pesquisa: contabilidade governamental, controladoria governamental e auditoria governamental. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) - Departamento de Ciências Contábeis, desde julho de 2009. Leciona as disciplinas: auditoria governamental, controladoria governamental, contabilidade governamental e administração financeira governamental. 

José Dionísio Gomes da Silva, UFRN

Doutor em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo/FEA/USP. Mestre em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN. Especialista em Administração Universitária pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN. Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN. Professor Titular do Departamento de Ciências Contábeis da Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN e Professor no Programa Multi-institucional e Inter-regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da UnB/UFRN/UFPB e no Mestrado em Ciências Contábeis da UFRN.

Downloads

Publicado

2017-05-04

Como Citar

Silva, M. C. da, & Silva, J. D. G. da. (2017). AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DE GOVERNOS MUNICIPAIS BRASILEIROS NA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DA DESPESA POR FUNÇÕES DE GOVERNO. Perspectivas Contemporâneas, 12(1), 214–236. Recuperado de https://revista.grupointegrado.br/revista/index.php/perspectivascontemporaneas/article/view/2361

Edição

Seção

Artigos Completos