DAS RUAS PARA OS SHOPPINGS POPULARES: o empreendedorismo informal no discurso dos camelôs e da Prefeitura de Belo Horizonte

Autores

  • Denis Alves Perdigão Universidade Federal de Minas Gerais
  • Alexandre de Pádua Carrieri Universidade Federal de Minas Gerais
  • Luiz Alex Silva Saraiva Universidade Federal de Minas Gerais

Palavras-chave:

Empreendedorismo, Empreendedorismo informal, Ralé brasileira, Shoppings populares

Resumo

Este artigo teve por objetivo estudar como o empreendedorismo informal é retratado no discurso oficial representativo da Prefeitura de Belo Horizonte e dos camelôs que atuam nesta cidade, por ocasião da remoção desses camelôs, pelo poder público municipal, das ruas para os shoppings populares, em consequência de um projeto de “limpeza” do espaço público e sua ressignificação como espaço de convivência. O estudo baseou-se nas teorias sociológicas sobre a “ralé brasileira” e nos estudos do empreendedorismo enquanto meio de sobrevivência e oportunidade de negócio. Os dados analisados são secundários e foram retirados do relatório final da pesquisa “Transformações Identitárias e Estratégicas na Mudança do Espaço Físico e Simbólico: de Gestores Familiares da Economia Informal a Lojistas de Shoppings Populares”, realizada por Carrieri (2007), e dos Anais da II Conferência Municipal de Política Urbana (CMPU, 2002), promovida pela Prefeitura de Belo Horizonte. Utilizou-se a Análise Francesa do Discurso como técnica de análise dos dados. Concluiu-se que a transferência compulsória dos camelôs das ruas para os novos espaços comerciais atenderam a interesses públicos e empresariais, que se viam prejudicados pela atividade empreendedora informal. Por outro lado, ao serem obrigados a se reposicionarem como lojistas, os camelôs tiveram de assumir novos compromissos e responsabilidades frente à atividade empreendedora e apreender a explorar seus negócios em um novo ambiente e contexto.

Biografia do Autor

Denis Alves Perdigão, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutorando em Administração pelo CEPEAD/ FACE/UFMG, na linha de pesquisa Estudos Organizacionais e Sociedade. Mestre em Administração pela FEAD. Pesquisador do Núcleo de Pesquisa em Estudos Organizacionais e Sociedade (NEOS) da UFMG. Professor em cursos de graduação e pós-graduação em Administração.

Alexandre de Pádua Carrieri, Universidade Federal de Minas Gerais

É Professor Titular UFMG. Doutor em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001). Desde 2002 é Professor da Universidade Federal de Minas Gerais/Face/Cad/Cepead. Coordenador do NEOS - Núcleo de Estudos Organizacionais e Sociedade. Atua na linha de pesquisa: Estudos Organizacionais e Sociedade, com ênfase nos grupos temáticos: 1. Vida Organizada, Teorias do Poder e Estudos Organizacionais; 2. Estudos Organizacionais, História, Memória e Identidade Cultural; 3. Estudos organizacionais, Industria, Cultura e Espetáculo. Atualmente tem pesquisado a Gestão Ordinária no cotidiano da vida organizada.

Luiz Alex Silva Saraiva, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor Adjunto do Departamento de Ciências Administrativas da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais desde 2010. Atua como Docente Permanente no Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração da Faculdade de Ciências Econômicas, e como Docente Colaborador no Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Lazer da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, ambos na Universidade Federal de Minas Gerais. Doutor em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais (2009), Mestre em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001) e Bacharel em Administração pela Universidade Federal de Sergipe (1997). Pesquisador do Núcleo de Estudos Organizacionais e Sociedade da Universidade Federal de Minas Gerais (desde Fevereiro/2006) e do Núcleo de Estudos Organizacionais e Tecnologias de Gestão da Universidade Salvador (desde Dezembro/2004). Membro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (ANPAD) desde Março/2003, é também Membro do Corpo Editorial Científico de diversos periódicos, bem como de eventos científicos nacionais (CBPCT, CBPOT, EGEPE, ENANGRAD, ENAPEGS, EnEO, EnGPR, SBPT) e internacionais (AOM, CIIIT, CIPOL, EnANPAD, IAM). Seus interesses em pesquisa partem de uma visão organizacional ampliada, tendo como base dimensões simbólicas, subjetivas e políticas em temáticas como dinâmica simbólica, memórias, histórias, culturas, identidades, poderes, estratégias, trabalhos, discursos e narrativas em cidades e na economia criativa, particularmente na cultura.

Downloads

Publicado

2014-07-15

Como Citar

Perdigão, D. A., Carrieri, A. de P., & Saraiva, L. A. S. (2014). DAS RUAS PARA OS SHOPPINGS POPULARES: o empreendedorismo informal no discurso dos camelôs e da Prefeitura de Belo Horizonte. Perspectivas Contemporâneas, 9(1), 43–58. Recuperado de https://revista.grupointegrado.br/revista/index.php/perspectivascontemporaneas/article/view/1433

Edição

Seção

Artigos Completos