Comentários do leitor

IMPOTÊNCIA SEXUAL E EJACULAÇÃO PRECOCE

por Jorge Silva (2018-06-12)


IMPOTÊNCIA SEXUAL E EJACULAÇÃO PRECOCE

Várias são as causas da impotência sexual, a partir de causas psicogênicas ou iatrogênicas (uso de determinados medicamentos ou cirurgias, por exemplo), até doenças metabólicas, cardiovasculares, neurológicas, endocrinológicas. Qualquer doença crônica deve caminhar a aumentar os ricos da disfunção erétil, e para agravar a requisito, uma boa parte dos medicamentos indicados para tratamento destas doenças, também contribuem para a impotência sexual, devido os seus efeitos colaterais.

Frequentemente, artérias que vão ao pênis também são obstruídas, diminuindo a quantidade do fluxo sanguíneo para pênis e causando a DE. Diabetes, níveis elevados de colesterol e de hipertensão arterial e tabagismo contribuem para a aterosclerose e, assim sendo, para a DE.

Cabe ao médico sempre que possível eleger um remédio que não tenha um efeito colaterais sabido sobre a função sexual masculina, que vai ter efeito direto em uma melhor qualidade de vida para paciente e a prolongamento do tratamento.

Existem diferentes causas da insuficiência, tanto psicológicas como físicas, que contribuem para surgimento desta requisito nos homens. Problemas como hipertenção arterial, dislipidemia (aumento do colesterol), infarto do miocárdio, doenças cardiovasculares arteriosclerose, também levam ao comprometimento arterial na área do pênis.

Este entrave surge usualmente em homens entre os 50 e os 80 anos de idade e a impaciência, depressão ou a perda de libido e de libido sexual são pequeno número de das causas que levam ao apresentação da impotência. Os remédios contra a disfunção erétil podem não funcionar ou até serem perigosos, caso você tome outras drogas, já tenha sofrido derrame ou tenha qualquer classe de entrave cardíaco.

Em certos casos, homem até consegue ter uma ereção duradoura, mas ela morosidade para suceder. As causas psicológicas da disfunção erétil estão relacionadas aos estados de ansiedade, estresse, depressão, desavenças conjugais, complicações familiares e profissionais e outras situações que afetem estabilidade emocional.

Com intenção de seja considerada disfunção erétil varão precisa ser impotente de ter ou manter ereções em no mínimo 75% das tentativas. Se você é tipo de homem que não troca sofá por nada, é melhor aceitar de uma vez fato de que enfrentará sérios desvantagens de insuficiência, além de diversos outros de saúde.

De todas e cada uma das disfunções sexuais masculinas, certamente, a mas dramática é a Disfunção Erétil, devido ao fato de que, culturalmente, a masculinidade está muito ligada a genitalidade, sendo pênis um símbolo de conseguir macho man reclamações, governo e virilidade, que deve funcionar” constantemente de forma satisfatória.

Também chamada de disfunção erétil, a impotência sexual se dá pela ocorrência de sintomas e fatores que prejudicam a habilidade dos homens de conseguirem iniciar ou até mesmo sustentar pênis ereto para conseguirem uma performance na relação sexual.

Os medicamentos para a disfunção eréctil começam a fazer efeito mais ou menos 20 a 30 minutos depois a sua toma, ainda que nalguns casos os seus efeitos possam ser mais demorados, Se saborear víveres ricos em obesidade é normal que os medicamentos para a insuficiência levem mas tempo a fazer efeito, para além de que gênero de alimentos deve fazer com que os medicamentos para a disfunção eréctil não tenham os efeitos desejados.