ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DE FITOTERÁPICOS PARA PERDA DE PESO

Ana Paula do Nascimento, Ana Paula de Araújo Yamaji, Anna Paula Soares Rosseto, Mariane Cristovão Bagatin, Andrea Luiza de Oliveira Valoto

Resumo


Medicamentos fitoterápicos têm sido amplamente utilizados para induzir perda de peso. Além de suas propriedades emagrecedoras, alguns fitoterápicos têm demonstrado efeitos protetores contra o estresse oxidativo. Sendo assim, este estudo teve por objetivo avaliar a atividade antioxidante do extrato da semente da manga africana, do extrato das folhas e talos da porangaba e do produto em pó produzido a partir das folhas desidratadas da palma, pelo método do radical DPPH (1,1-difenil-2-picril-hidrazil). Os resultados obtidos evidenciaram alta atividade antioxidante para o extrato da manga africana, com 75,9% de sequestro do radical DPPH a uma concentração de 2,5 mg/mL (EC50 1,6 mg/mL). No caso do extrato da porangaba, a concentração requerida para sequestrar 50% dos radicais DPPH (EC50) foi 7,0 mg/mL. Para o produto das folhas da palma a capacidade sequestrante de radicais DPPH foi evidenciada apenas a concentrações elevadas (EC50 de 117,2 mg/mL), provavelmente devido ao alto teor de fibras em relação ao conteúdo de compostos com atividade antioxidante. É possível sugerir, portanto, que devido ao potencial antioxidante, tais fitoterápicos poderiam atuar como auxiliares no tratamento ou prevenção dos danos oxidativos decorrentes do excesso de peso.

ANTIOXIDANT ACTIVITY OF WEIGHT LOSS HERBAL MEDICINES

Herbal medicines have been widely used for inducing weight loss. In addition to its weight loss properties, some herbal medicines have demonstrated protective effects against oxidative stress. Thus, the objective of this study was to evaluate the antioxidant activity of the African mango seed extract, porangaba leaves and stems extract, and powdered product from palm dried leaves by DPPH (1,1-diphenyl -2-picryl-hydrazyl) method. The data obtained showed a high antioxidant activity for the extract of the African mango, reaching 75.9% of scavenging of DPPH radical at a concentration of 2.5 mg/mL of this extract and (EC50 1.6 mg/mL). In the case of porangaba extract, the required concentration to scavenge 50% of DPPH radicals (EC50) was 7.0 mg/mL. The ability of scavenging DPPH radical for the product of dehydrated leaves of the palm was observed only at high concentrations (EC50 of 117.2 mg/mL), probably due to the high fiber content in relation to the content of compounds with antioxidant activity. Due to its antioxidant potential, it can be suggested that these herbal medicines could be used as an auxiliary for the treatment or prevention of oxidative damage resulting from overweight.


Palavras-chave


fitoterápicos; perda de peso; antioxidantes.

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.